Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

Mentira.

À músicas que me tiram fora de mim...

João Pedro Pais tem uma música da qual fujo, não gosto, odeio... Gosto do cantor e da generalidade das músicas, mas daquela não! Fico deprimida, com a lágrima ao canto do olho.

Os meus colegas e amigos não percebem porque odeio-a tanto, porque não lhe posso ouvir o inicio! Custa-me escrever disto, falar seria mais doloroso... 

Porque? Porque ele volta aos meus pensamentos, ele, o R..

O R. foi a minha primeira (e talvez, a única) grande paixão que tive até hoje. Sem pedir autorização, a amizade e a atracção misturaram-se e quando dei por isso estava apaixonada... Apaixonada por um colega de turma, demasiado cobiçado pelas meninas e que nunca irei olhar para a menina mais gordinha e feia da turma [e neste momento, as primeiras lágrimas correm-me pela face]... Vivia na mentira, sonhando inocentemente as histórias que via na televisão, nos inicios que imaginava de uma relação a dois. Queria, desejava, sonhava em que isso acontece-se! De facto, ele era só meu quando fechava os olhos, apenas quando os fechava...

Gostar dele teve coisas boas e más... Aprendi que sonhar demais e pensar que tudo é igual às novelas nos conduzem a uma vida de mentiras...

Nunca namorei, nunca beijei e eis uma das minhas maiores mágoas. Tenho medo da solidão, de não saber o que é ser amada e amar ou de não saber qual o "sabor" de um beijo. Queria que o primeiro fosse dele...

Sinto viver numa mentira... Digo que não quero saber de namorados ou rapazes, mas no fundo, quero, preciso, necessito... Já não sei mais o que quero!

Só não quero viver na ignorância, no medo, na solidão, na procura de alguem que não existe...

Fartei-me de ouvir que o meu "príncipe encantado" esta a caminho, ao virá da esquina, onde menos pensar! É tudo mentira...

Dizem que me devo "soltar" mais, falar mais, ser menos fechada, sair mais... Talvez.

Gostar do R. não foram só aprendizagem; gostar do R. significou tornar-me mais céptica em relação ao amor. Tornei-me mais fria, eu sei... Deixei de acreditar no amor para toda a vida, em "príncipes encantados", em "Romeus e Julietas"...  

Porque não sou totalmente feliz? Porque não encontro alguém que ocupe o lugar da solidão? Porque fico sempre com a lágrima quando oiço aquela música? Porque estas contradições? Para que o amor? Para que sofrer? Será que sou assim tão feia ou timida que afasto quem quer que seja? Tantos "porques, serás e para que's" sem respostas!

Sinto-me uma egoísta... Aliás, sou uma egoísta! Há pais que choram os filhos desaparecidos à anos; pessoas que morrem à fome, ao frio, pela guerra... E eu? Eu choro por não saber o que é o amor!

No fundo, todos nós somos egoístas: queremos sempre mais do que já temos, quando muitos dariam tudo para ter metade do que nós temos...

"Mentira" é o nome da música [e termino sem mais lágrimas, creio que já as chorei todas em nome do amor; escrever faz-me bem!]...

Estou a ouvir: João Pedro Pais : mentira
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 23:54
link do post | desabafar | favorito
10 comentários:
De sp a 10 de Janeiro de 2009 às 21:58
Olá...
Tenho acompanhado o teu blog, mas nunca tinha comentado um post teu... mas hoje não consegui ler-te e não comentar... porque por momentos senti que as tuas palavras caracterizam tão bem a maneira como tantas vez me sinto... esse primeiro amor que tanto esperas e que nunca veio... também o espero... esse primeiro beijo... essa recordação que não tenho... acho que não faz mal se choramos e se sofremos por causa de Amor... Sabes,eu contiunuo a acreditar que esse ser especial um dia revelar-se-á...
Beijinhos
De DesabafosDaMinhaAlma a 11 de Janeiro de 2009 às 10:37
Olá!
Bigada por acompanhares o meu blog e pelo teu comentário.
É bom saber que não sou a única que ainda espera por algo que tarda em chegar. Mas, contrariamente a ti, eu já deixei de acreditar simplesmente. Deixei de acreditar no "tal" que se vai apaioxonar por mim e eu por ele... Apenas imagino-o nos meus sonhos, que sei que nunca passaram disso mesmo, de sonhos...
Decidi que vou deixar de querer, desejar ou sonhar com essa pessoa; prefiro dedicar-me aos estudos!
É claro que às vezes fragilizo e caio na tristeza, mas por mais que tente lutar contra isso, não consigo...
Bjs
De sp a 11 de Janeiro de 2009 às 18:13
Olá eu continuo a acreditar..porque a esperança é a ultima a morrer sempre... e por isso vou continuar a acreditar... e acho que tu devias fazer o mesmo...
BEijinhos e força para afastar esses momentos em que a tristeza se instala... beijinhos
De DesabafosDaMinhaAlma a 12 de Janeiro de 2009 às 10:46
É verdade, a esperança é sempre a última a morrer...
Creio que não deixei de acreditar, mas quando ouço esta música...
Enfim... Já não sei se devo ou não acreditar! Só não quero é voltar a apaixonar-me e não ser correspondida.. :(
Obrigada pelo teu apoio! :)
Um beijo!
De Isa_ a 11 de Janeiro de 2009 às 12:52
olá!
bate c a cabeçinha na parede, ela n vale assim mto!
De DesabafosDaMinhaAlma a 12 de Janeiro de 2009 às 10:36

Se virmos bem, realmente ela não vale nada... Mesmo nada!
Bjs.
De Estrela a 12 de Janeiro de 2009 às 00:27
olá!
Sabes o 1º amor marca muito, e parece que nunca mais o vamos esquecer...
no entanto é tudo uma questão de tempo, acredita que sim e luta porisso... se não fores tu, não vai ser mais ninguém...
talvez sejas tu que não te abres ao mundo, dá a ti a oportunidade de seres feliz
De DesabafosDaMinhaAlma a 12 de Janeiro de 2009 às 10:42
Olá!
Sim, sei que o primeiro amor marca muito, mas eu já o esqueci... Esqueci-o até ao momento em que não me ponham esta música a tocar!
Talvez tenhas razão... Talvez seja eu que não me abra, nem me dê uma oportunidade. Mas, sinceramente, não sei se quero... Não sei se quero voltar a viver ilusões, sonhos e fantasias que em nada dão. Não sei...
Digo isto agora, mas em breve talvez diga o contrário.. Só não quero voltar a apaixonar-me e não ser correspondida. Percebes?
Bjs.
De Estrela a 12 de Janeiro de 2009 às 16:49
É normal não te esqueceres totalmente pois aquilo que marca fica e fica e fica por muito que não queiramos!
Deves querer dar uma oportunidade a ti própria, mas tens de querer, pois se não quiseres nada feito...
Não tenha medo do amanhã, do futuro... na vida temos de arriscar, e sabes, aquilo que nos marca ajuda-nos a enfrentar o futuro com mais garra!
Força
De DesabafosDaMinhaAlma a 17 de Janeiro de 2009 às 12:19
Gostava de ter tanta força como tu. Gostava mesmo!
Gostava de ter tanta esperança como tu, mas se por um lado não a quero perder, por outro sinto-a dia-a-dia a enfraquecer mais.
Tens razão, tenho de me dar uma oportunidade, mas não é assim tão simples, nem tão fácil...
Sim, deixou cá uma marca... Uma marca pela negativa e não sei se o lado negativo desta marca me podera fortalecer e ajudar a enfrentar o futuro. Sinceramente, nem sei se esta marca negativa que cá ficou se alguma vez se tornara positiva, ou seja, se voltarei a gostar de alguém..
Bigada pelas tuas palavras e pela tua força.
Um beijinho! :)

Comentar post

.Os prémios.

.Quem desabafa?

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Desabafos recentes

. Um até já!

. ...

. Apresentação.

. Que ódio!

. O PC e a internet.

. A pikena (parte 2).

. Dupla face.

. Consegui?!

. Recordar.

. Esta minha vida...

. A pikena.

. E hoje acordei assim...

. Vá, curte com ele! (2)

. Vá, curte com ele!

. Arrependimento...

.Caixa de desabafos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.mais comentados

18 comentários
13 comentários
11 comentários
11 comentários
10 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários
8 comentários
8 comentários
8 comentários

.As imagens

Todas as imagens aqui publicadas resultam de pesquisas realizadas em motores de busca, salvo excepções referidas. A imagem do cabeçalho é da autoria de Irisz Agocs em Artista Blog.

.Arquivado em

. todas as tags

.Pesquisar

 
RSS