Sábado, 16 de Maio de 2009

Dupla face.

Sou como essa menina. Sinto-me como ela. Como a menina do meu cabeçalho. Revi-me naquela figura triste traçada a azul e castanho. Sensação estranha.

Um dia, numa aula de Francês (estando eu, talvez, no oitavo ano) a professora afirmara conhece-nos a todos muito bem. O riso foi geral. Para demonstra-lo, descreveu-nos a cada um de nós. E acertava. Quando chegou a minha vez disse, sem mais acresentar:

 

Tu tens duas caras. És uma coisa aqui e lá fora, longe de nós és outra.

 

Porém, ninguém compreendeu o que ela quis dizer sobre mim...

A caminho de casa, olhando as imagens reflectidas na janela do comboio que, apressadamente, corriam pensei naquela frase que me marcou. Naquela altura disfarçava a tristeza intercalados com a alegria e o silêncio. Em casa era alegre, mas escola era triste e calada... Poucos ou, mesmo ninguém, sabia o que se passava comigo naquele Colégio.

Passaram anos. Cresci, mudei, aprendi... Mas as máscaras não mudaram. A vida ensinou-me outras técnicas de disfarçe.

Diariamente escondo a tristeza, os medos, os problemas, os receios. Tento evitar que percebam, apesar de nem sempre acontece. E mesmo quando estou alegre, contente e aparentemente feliz sinto-me triste. Nestas alturas recuo aos velhos tempos de Colégio e utilizo a máscara do silêncio.

Não quero ser a coitadinha, não quero que tenham pena, não quero frase que já sei de cor, não quero que me chamem de egoísta... Sobretudo, não quero falar sobre algo que não compreenderam...

Sinto-me como essa menina de azul e castanho, com uma dupla face que ora mostram uma Maria feliz, ora uma Maria triste. 

Estou a ouvir: Trovante : balada das sete saias
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 11:21
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (4) | favorito
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

Esta minha vida...

Apesar da minha boa disposição esta semana, ando chateada e aborrecida, isto porque:

  • A Queima já acabou!
  • Descobri ontem que perdi as fotos do meu primeiro cortejo. Fiquei tão triste!
  • A minha pulseira favorita foi à vida... Já andei à procura de um fio para a reconstituir, mas sempre que encontro um e começo a faze-la, desisto. Não há amor como o primeiro... Jamais voltarei a ter a minha bela e bonita pulseira...
  • Quinta-feira tenho testes (com consulta) sobre os autores contemporâneos da Sociologia (ou seja, seca)!
  • Faltam quatro aulas da dita cadeira por passar...
  • ...e porque uma não chega, tenho mais duas ou três cadeiras com apontamentos em atraso... assim, não se riem umas das outras, só a minha mão se queixa!
  • Cada vez me sinto mais burra... ou melhor, o professor de Matemática faz-nos sentir burros! Alguém é capaz de lhe dizer que somos de Sociologia e que somos um pouquinho lentos?! Mais devagar sim!?
  • Tenho uma apresentação sobre um tema chato, aborrecido e que não entendo nada!
  • E porque um é pouco, venha a outra apresentação! Ainda não a li, mas é em espanhol... Avizinham-se tempos complicados!
  • E porque a vida de estudante tem muito que se lhe diga, tenho de resumir em 3 páginas um livro de cerca de 500... Coisa pouca!
  • Os exames estão a aproximar-se a passos largos e só hoje notei, quando dei por mim a pedir apontamentos à caloira duma cadeira de 1º ano. Sempre que me lembro desta cadeira, fico logo de mau humor... Chiçá! Fui sempre às aulas, fazia os exercícios (demorava, mas chegava lá), fiz a porra do trabalho (eu não, fizeram-me! mas é segredo!) e... chumbo! Com 7!? Desculpem?! Digam lá o que disseram, tinha nota para oral!!! Aquele professor chumbou-me porque tinha arredondamentos mal feitos... e sabem quanto ele descontava?! Um valor e meio!!! Claro, assim é normal!!! Há, e porque uma desgraça não bem só, aquele desgraçado publica-me as notas dois dias antes do exame de recurso (tendo eu outro exame)!!! Como é lógico nem paciência e vontade tive para estudar... Se soubessem o meu odio!
  • À minha desgraçada e pobre carteira vou-lhe tirar uns 15 euritos... o que eu devia era fazer pagar a limpeza do meu traje aos meninos e meninas que decidiram molhar-me com cerveja!
  • Tenho uma borbulha estupida no canto do lábio porque comi dois chocolates da Néstle. Não consigo resistir... É mais forte que eu!
  • Continuo sem saber ler os horários dos autocarros...
  • Já agora, alguém se importa de pedir para vir o sol definitivamente?! Não é que eu seja amante do bom tempo, mas já não suporto o ora sol ora chuva, ora calor ora frio! Vá, decidam-se!

E penso que não me esqueci de nada...

  • Há e descobri que ir às compras com o namorado da Mafalda é pior do que ir com gajas. Para em tudo quanto são secções, olha tudo, toca e tal... Que chatice!
  • E que afinal os homens também tem complexos com o exterior (e eu a pensar que eram coisas de mulher!)!
Estou a ouvir: Nickelback : rockstar
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 22:18
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (1) | favorito
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Manhãs.

Sabe tão bem acordar cedo e no tempo que falta para a hora das aulas, ouvir repetidamente músicas alegres de outros tempos!

Aqui ficam as três músicas que me alegraram o dia:

 

1) Enrique Iglesias: Bailamos

 

 

2) Jarabe de Palo: Bonito

 

 

3) Jarabe de Palo: Depende

 

(sou uma apaixonada por música espanhola e latina )

Hoje estou: bom dia!
Estou a ouvir: Jarabe de Palo : depende
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 09:21
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito
Segunda-feira, 9 de Março de 2009

Barbie.

A Barbie faz hoje 50 anos. Graças ao seu aniversário recordei os meus tempos de menina, em que a inocência e a imaginação fazia parte do meu quotidiano.

Relembrei as horas passadas, trancada no quarto, revirando-o de "pernas para o ar". Transformava o meu quarto num mundo de imaginação.

A cama fazia de casa de bonecas, a casa que nunca tive. As almofadas eram as camas, enormes camas de casais. As poucas Barbies que tinha eram tratadas com o maior dos carinhos e os peluches mais bonitos transformavam-se nos Ken que não tivera. Nas minhas histórias eram sempre os peluches os monstros, transformados em belos príncipes pela Helena, Sofia, Raquel ou Beatriz, nome que dava às minhas Barbies. Na minha cabeça recriava a história da "Bela e do Monstro".

Nas gavetas e nas caixas escondiam-se os utensílios de cozinha. Tachos, panelas, pratos, garfos e uma serie de brinquedos saem do seu esconderijo para ganharem vida na peça que criava. Nas gavetas da sala procurava pequenos panos de decoração e da estante retirava os livros de capa dura: os primeiros seriam as cobertas das camas ou da mesa os segundos, as mesas. 

Outras vezes, a cama era a sala de aula, Barbies e peluches os alunos, os velhos livros da primária tornavam-se grandes manuais para as pequenas Barbies e eu... eu era a professora, umas vezes dura outras vezes carinhosa.

Durante horas e horas eu era a principal encenadora, era eu que ditava os finais de cada personagem que criava. Como era bom ser menina...

Não tive muitas Barbies. Na verdade, creio que apenas tive duas. Limitava-me a sonhar.

A Barbie Bela Adormecida foi aquele que mais me marcou, talvez por ser a mais bonita ou porque ainda hoje a tenho. A ela destinara-lhe o meu nome e o final mais bonito. Todas tinham finais felizes, mas aquela era especial...

Todas as minhas bonecas duravam anos, quer fosse Barbies verdadeiras ou Barbies falsas, mais feias que as verdadeiras. Por todas tinha um carinho especial, tratava-as como objectos valiosos.

Quando já não tinha mais histórias para criar, passei o meu pequeno "tesouro" à minha irmã. Mas as histórias que ela criava tornaram-se diferentes, histórias que as minhas Barbies nunca tinham vivido. Elas tornavam-se "autênticas lutadoras", destruindo-se; ou melhor, destruindo-as a minha irmã. Ela era o oposto de mim (apesar de eu ser o seu modelo, o exemplo a seguir).

Aos 11 anos ainda brincava com elas. Aos 11 anos a minha irmã não lhes liga nada. Fui uma adolescente tardia, não me arrependo. Como era bom ser criança, passar horas a brincar, a sonhar a imaginar um futuro colorido.

Obrigada Barbie pelas horas de ilusões, cores, dessarumação, transformações e tantas outras coisas que eu fazia.

 

(a minha Bela Adormecida era bem mais bonita que esta! )

 

Hoje estou: saudades!
Estou a ouvir: Ala dos Namorados : caçador de sóis
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 19:38
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (4) | favorito
Sábado, 31 de Janeiro de 2009

Mar.

Gosto de olhar o mar. Gosto de me sentar na rocha ou na areia e de o observar, enquanto vaguei nos meus pensamentos. É incrível como ele nos transmite um conjunto variado de sentimentos e emoções.

Se por um lado ele nos transmite paz, esperança e sonhos, por outro ele é sinónimo de medo e respeito. Quando o observo, sentada na areia, admiro-lhe a grandeza e a força e todo o conjunto de sensações que em mim desperta.

Tenho o privilegio de morar junta ao rio e proximamente do mar. Quando me sinto em baixo, mesmo não estando junto dele, penso no mar e quando posso, caminho ao seu encontro. Chegada ao destino, penso nos medos que ele causa, no respeito, na admiração que sinto, na esperança que ele me transmite.

Quando era pequena e via o mar revolto, pensava que ele estava assim porque estava zangado com os homens. Hoje, quando assim no vejo, sinto a tristeza a desaparecer, dominada pela alegria expectativa de um futuro melhor. E mesmo quando o mar esta calmo, todos os meus males desaparecem...

Tranquilamente ou revoltoso, o mar faz-me esquecer, por algum tempo, o mundo de loucos em que vivo. Faz-me acreditar na magia dos sonhos, no poder da amizade, na segurança da família, num mundo melhor. É com ele que tomo as decisões mais importantes e é com ele que acredito no amor, na felicidade, na amizade, na alegria, na força. Diz-se que depois da tempestade, bem a bonança e é com ele que este velho ditado faz sentido: depois de um mar revolto, em que domina o medo, chega um mar calmo, tranquilo, trazendo esperança,  alegria, paz...

É junto ao mar, e até mesmo junto ao meu rio, que encontro a paz que necessito. Mesmo estando longe dele, basta imaginá-lo na minha mente e contemplar-lhe as fotografias tiradas por mim ou encontradas neste mundo virtual, para tudo melhorar. Eis o motivo para o fundo escolhido...

 

Hoje estou: pensativa!
Estou a ouvir: Mafalda Arnauth : o mar fala de ti
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 14:37
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (7) | favorito
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Um prémio como recompensa...

Ufa!

Depois de cerca de uma semanas a estudar Marx e companhia, eis que finalmente se realiza o segundo exame de época de recurso.

Poderia estar feliz e descansada visto que já fiz o exame, mas não, estou mais uma vez aborrecida comigo própria! "Matei-me" a estudar e o resultado é fazer a cadeira para o próximo ano. Eu sei que não se deve tirar conclusões antes do tempo, mas neste caso a taxa de aprovação é baixa... Enfim, junto-me a uma "carrada" de pessoal que vai fazer a cadeira no terceiro ano! Pelo menos sinto-me feliz, não sou a única...

E de que forma me alegrar?  Exactamente, chocolate... E se for chocolate preto melhor ainda!  

E como uma coisa boa não bem só, eis mais um prémio para o meu cantinho!

 

Um muito obrigada a querida Estrela por este brinde!

Quanto aos contemplados, eis a lista:

Há e antes que me esqueça, para a minha amiga "Mafalda" (que apesar de ter blog não tem paciência para ele) que também teve um mau dia!  Mais uma que se junta ao clube dos que fazem Marx e companhia para o próximo ano, né?!

Enfim...

Hoje estou: contente!
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 15:22
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (6) | favorito
Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

Mentira.

À músicas que me tiram fora de mim...

João Pedro Pais tem uma música da qual fujo, não gosto, odeio... Gosto do cantor e da generalidade das músicas, mas daquela não! Fico deprimida, com a lágrima ao canto do olho.

Os meus colegas e amigos não percebem porque odeio-a tanto, porque não lhe posso ouvir o inicio! Custa-me escrever disto, falar seria mais doloroso... 

Porque? Porque ele volta aos meus pensamentos, ele, o R..

O R. foi a minha primeira (e talvez, a única) grande paixão que tive até hoje. Sem pedir autorização, a amizade e a atracção misturaram-se e quando dei por isso estava apaixonada... Apaixonada por um colega de turma, demasiado cobiçado pelas meninas e que nunca irei olhar para a menina mais gordinha e feia da turma [e neste momento, as primeiras lágrimas correm-me pela face]... Vivia na mentira, sonhando inocentemente as histórias que via na televisão, nos inicios que imaginava de uma relação a dois. Queria, desejava, sonhava em que isso acontece-se! De facto, ele era só meu quando fechava os olhos, apenas quando os fechava...

Gostar dele teve coisas boas e más... Aprendi que sonhar demais e pensar que tudo é igual às novelas nos conduzem a uma vida de mentiras...

Nunca namorei, nunca beijei e eis uma das minhas maiores mágoas. Tenho medo da solidão, de não saber o que é ser amada e amar ou de não saber qual o "sabor" de um beijo. Queria que o primeiro fosse dele...

Sinto viver numa mentira... Digo que não quero saber de namorados ou rapazes, mas no fundo, quero, preciso, necessito... Já não sei mais o que quero!

Só não quero viver na ignorância, no medo, na solidão, na procura de alguem que não existe...

Fartei-me de ouvir que o meu "príncipe encantado" esta a caminho, ao virá da esquina, onde menos pensar! É tudo mentira...

Dizem que me devo "soltar" mais, falar mais, ser menos fechada, sair mais... Talvez.

Gostar do R. não foram só aprendizagem; gostar do R. significou tornar-me mais céptica em relação ao amor. Tornei-me mais fria, eu sei... Deixei de acreditar no amor para toda a vida, em "príncipes encantados", em "Romeus e Julietas"...  

Porque não sou totalmente feliz? Porque não encontro alguém que ocupe o lugar da solidão? Porque fico sempre com a lágrima quando oiço aquela música? Porque estas contradições? Para que o amor? Para que sofrer? Será que sou assim tão feia ou timida que afasto quem quer que seja? Tantos "porques, serás e para que's" sem respostas!

Sinto-me uma egoísta... Aliás, sou uma egoísta! Há pais que choram os filhos desaparecidos à anos; pessoas que morrem à fome, ao frio, pela guerra... E eu? Eu choro por não saber o que é o amor!

No fundo, todos nós somos egoístas: queremos sempre mais do que já temos, quando muitos dariam tudo para ter metade do que nós temos...

"Mentira" é o nome da música [e termino sem mais lágrimas, creio que já as chorei todas em nome do amor; escrever faz-me bem!]...

Estou a ouvir: João Pedro Pais : mentira
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 23:54
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (10) | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Alegria entre a dúvida.

O fim-de-semana (no meu caso, prolongado !) trouxe a confirmação...

Esta sexta-feira descobri que perdi entre 10 a 15kg . Ainda não cheguei aquilo que defini como "o meu peso ideal", mas estou no bom caminho .

Já todos me tinham dito que estava "consideravelmente mais magra" e alguns até me questionavam se estava doente, mas só a confirmação da balança me deixou alegre. Sinto-me mais confiante; a minha auto-estima elevou-se um pouco mais.

Mesmo assim, decidi que iria fazer uma visitinha a um nutricionista. Mas não só...

No meio desta alegria, saltou-me a dúvida se não deveria procurar apoio num psicologo .

É certo que até agora nunca o necessitei... Bem ou mal tenho conseguido lidar com os meus sentimentos; no entanto, eles ficam cá dentro. Parecem virus que não se libertam por nada e, ora estou bem, ora estou mal .

Por outro lado, acho que não tenho um motivo forte para lá ir... Se me perguntam porque decidi ir lá, a reposta será, provávelmente: "não sei" (pois nem eu própria o sei) . Uma parte em mim diz-me que devo, a outra diz-me que não...

Quarta-feira irei marcar a consulta para a nutricionista; nessa altura decidirei o que fazer.

Hoje estou: confusa!
Estou a ouvir: Sara Bareilles : love song
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 19:14
link do post | desabafar | favorito

.Os prémios.

.Quem desabafa?

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Desabafos recentes

. Dupla face.

. Esta minha vida...

. Manhãs.

. Barbie.

. Mar.

. Um prémio como recompensa...

. Mentira.

. Alegria entre a dúvida.

.Caixa de desabafos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.mais comentados

10 comentários
7 comentários
4 comentários
4 comentários
2 comentários

.As imagens

Todas as imagens aqui publicadas resultam de pesquisas realizadas em motores de busca, salvo excepções referidas. A imagem do cabeçalho é da autoria de Irisz Agocs em Artista Blog.

.Arquivado em

. todas as tags

.Pesquisar

 
RSS