Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Viagens de autocarro.

As viagens de autocarro por si só já são cansativas. Passar (cerca de) 4 horas em viagem, num sítio minúsculo, em que as possibilidades de esticar as pernas são nulas e onde é complicado "puxar o banco para trás" visto que existem mais passageiros, É digo de um valente e grande porra! como os meus amigos costumam dizer.

Assim sendo, cada um dos passageiros se entretem como podem. Há dois anos (quase três), sempre de um lado para o outro, já identifiquei diversas actividades realizavéis durante as viagens de autocarro: uns ouvem música e, possívelmente colocam a imaginação a trabalhar, outros conjugam a música com a leitura (como eu), há aqueles que simplesmente vão o caminho todo na conversa e na risota  e há, por último, aqueles que pura e simplesmente dormem.

Ora, ontem, vinha em no meu cantinho sossegadinha a ouvir música e a ler. Chegados à segunda paragem do percurso (no meu caso, até chegar ao meu destino, o autocarro faz (quase sempre) cinco paragens) decidi parar de ler porque a luz era escassa e é, geralmente, uma das paragens com mais passageiros (bem como minha conhecida). Estava eu a analisar a quantidade de "clientes" (pois, caso o autocarro encha, significa que já não faremos mais paragens) quando reparei num rapaz alto e de óculos de sol a ler um livro em pé. Quando o motorista começou a colocar as malas, o dito rapaz fechou o livro e quase foi contra a rapariga que estava mesmo colada a ele, ao que a jovem o olha com ar de Bem, vamos lá ver! Nos meus pensamentos imaginei um rapaz literalmente desastrado.

Começam a entrar os passageiros. Mantenho a esperança que ninguém se queira sentar ao meu lado e eu não tenha de levar a mala do PC entre as pernas e a bolsa ao colo e encolher-me toda no meu espaço minusculo. Mas, eis que a minha esperança se desmonura quando o dito rapaz alto e de óculos de sol me pergunta se se pode sentar. Como é lógico respondi que sim.

Recomeça a viagem. O jovem, tal como eu, vai a ler um livro; mas, depressa se cansa e adormece. De repente, começo a sentir algo demasiado próximo do no meu ombro. Olho para o lado e qual não é o meu espanto quando vejo a cabeça do dito rapaz praticamente no meu ombro! Naquele momento pensei se lhe deveria empurrar a cabeça, acorda-lo ou sei lá o que... Porém, foi o sulavanco do autocarro que o fez mudar a posição da cabeça para o outro lado. Pensei que tal não voltaria a acontecer... Engano meu! Na maior parte da viagem, aquele jovem quase colocava a sua cabeça no meu ombro alterando-a conforme os sulavanco ou alguma travagem.

Nunca me tinha acontecido tal coisa. Já tive uma amiga que adormeceu no meu ombro, mas nunca um desconhecido. Os "meus" desconhecidos companheiros de viagens adormeciam ora de boca aberta, ora com a cabeça caida para a frente, ora assim ou assado, mas nunca como aquela personagem.

Sempre que sentia a sua cabeça encostar no meu ombro, olhava-o e só pedia Ao menos que não se babe e nem me babe!

Enfim, viagens de autocarro têm destas coisas maravilhosas, nunca sabemos com que contar! Bom, pelo menos não me babou...

Estou a ouvir: Lady Gaga : poker face
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 13:02
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (9) | favorito
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Regresso.

Esta mais do que confirmado  e não há mais nada a acrescentar! Acho que já tinha desabafado (algures num post) a vontade estonteante de "atirar a minha internet janela fora" e estes últimos dias reforçaram o meu ódio à minha operadora de internet. Para além de lenta, estúpida, anormal e todos os nomes negativos que lhe possam atribuir, descobrir que é "anti-Minho"! Sim, "anti-Minho".

Passo a explicar: estudo no centro do país, mas sou do Minho. Ora, a minha "querida" net funciona relativamente bem nestas bandas, mas quando vou para o Minho, a desgraçada funciona muito mal... Mas desta vez passou-se! Desde dia 20 até hoje que fiquei sem net porque a minha "amiga" deixou de trabalhar ! Precisamente na semana em que saiam as notas de economia (e que pelo resultado, mais valia não saber; quer-se dizer, até nem esta mau, em 4 testes esta foi a única negativa )!

Adiante...

Quanto ao Natal...

Prendinhas não existem. Digo sempre que a melhor prenda que posso receber é a de conseguir estudar; e acrescente-se "a de ter o que comer", como diz a minha mãe, recordando-se da sua infância em que apenas comia "melhor e mais" por esta altura.

E daí... Já estou a mentir! A minha amiga T. oferceu-me uma "pequena lembrança", como ela própria diz. Mais prendas, só nos próximos dias.

Acrescente-se o facto de o meu paizinho me ter deixado passar a passagem de ano no centro. Sim, tenho 20 anos e este é a minha primeira passagem de ano longe da familia.

Entusiasmada? Sim, talvez com alguma tristeza por não estar na entrada do novo ano com os meus... Mas, como se costuma dizer "tenho de largar as saias da mama"!

Enfim...

 

Hoje estou: em festa!
Estou a ouvir: Leona Lewis : better in time
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 23:05
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (1) | favorito

.Os prémios.

.Quem desabafa?

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Desabafos recentes

. Viagens de autocarro.

. Regresso.

.Caixa de desabafos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.mais comentados

9 comentários
1 alma

.As imagens

Todas as imagens aqui publicadas resultam de pesquisas realizadas em motores de busca, salvo excepções referidas. A imagem do cabeçalho é da autoria de Irisz Agocs em Artista Blog.

.Arquivado em

. todas as tags

.Pesquisar

 
RSS