Domingo, 3 de Maio de 2009

Vá, curte com ele!

Quando bebemos dissemos coisas que queremos e aquelas que queremos esconder. Depois de ter dito o que deveria e não deveria; depois de ter dito o quão me sinto sozinha e o quão odeio aquele por me ter feito sofrer, eis que elas decidiram (as minhas amigas) que deveria arranjar uma curte.

Na noite de ontem, um dos meus colegas trouxe companhia masculina. Um desses jovens, depois de ter tentado comer a Mafalda decidiu atacar-me.

Braço no meu ombro, cara quase colada na minha, afirmando perante as minhas amigas que me tencionava beijar mas, muito bebado! Porém, eu não estava a achar graça nenhuma às suas investidas (tirando o seu sotaque)... nem a ele nem a elas. Afastei-me e pedi-lhes para que não inventassem histórias porque não queria; mas elas insistiam e até o aconselhavam Sê meiginho e vai com calma! Enquanto uma o aconselhava, a outra falava comigo Qual é o mal Maria? A primeira vez não ter de ser especial! Se calhar nem o voltas a ver! E ele até é giro e esta interessado em ti...

Contudo, enquanto ela falava eu recordava a noite em que tive, quiçá, a melhor oportunidade de o ter beijado pela primeira vez... Foi a primeira vez que saimos como uma verdadeira turma, unida, uma família. Foi a única vez que tal aconteceu e, foi a única vez que o R. saiu connosco.

Nessa noite poderia ter dado o meu primeiro beijo, com aquele de quem eu realmente gostava. Mas, não foi capaz, apesar do incentivo das minhas amigas, tal como nesta noite.

A oportunidade surgiu quando quando ele regressava do bar e eu para lá caminhava (a pedido das minhas amigas). Trocamos olhares e próximos um do outro; questionou-me se estava a gostar da noite, respondendo-lhe sim e trocando sorrisos. Mas foram esses sorrisos que me fizeram fugir. Tive medo. Medo de arriscar, medo de que ele me rejeita-se, medo de pensar que aquilo poderia levar ao que eu tanto queria... ser dele e ele meu.

Quando recordo aquela noite, à minha mente regressam as frases com que me desculpei para não ter acontecido nada entre nós Não gosto de curtes! Não sou descartavél, em que alguém me usa e deita fora. Nem um troféu, na colecção de meninas comidas nas noites.

Ontem, às minhas colegas afirmei que Não conseguia. Se não tinha curtido com quem eu mais gostava, não o faria com um desconhecido.

Mas será que é o mais acertado? Afinal, não me imagino a gostar de outro alguém como do R. gostei.

Será melhor esperar por alguém de quem goste e que goste de mim? Será que, realmente, a primeira vez de um beijo não é assim tão especial? Será que realmente devo esperar?

Não me arrependo de lhe ter dado uma tampa. Não me arrependo mesmo. Afinal, foi a segunda opção, depois de a Mafalda também lhe ter dado uma tampa. Afinal não estava assim tão interessado como elas diziam...

A única coisa que me aborreceu foi o D., que pelos vistos também decidiu deixar-me pendurada ou então, desencontramo-nos (prefiro esta última hipótese, é mais simpática, apesar de saber que, possívelmente, a primeira é a mais acertada)!


p.s.1: As minhas amigas continuam a insistir que ele não estava bebado e ele afirma o mesmo; eu acredito no contrário.

p.s.2: E as mesmas dizem que deveria saber o que se passou ontem com o D., ou seja, mandar-lhe uma mensagem; eu estou na dúvida.

Estou a ouvir: Deolinda : não sei falar de amor
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 10:38
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (6) | favorito
Sexta-feira, 1 de Maio de 2009

Arrependimento...

Há dias que deveriam ser apagados da nossa vida.

Ontem foi um deles. Bebi demais. Fiz figuras que nunca faria sóbria. Disse o que não devia. Chorei, cai e vomitei. Desejei desaparecer, morrer, esquecer que existo. E hoje, percebi que fiz asneiras...

Arrependi-me de palavras e frases ditas sob influência do álcool.

Dizem que quando bebemos demais, dizemos a verdade. Será? Dizem que sob o efeito de umas quantas cervejas não recordamos o que fizemos ou dissemos na noite anterior e eu juro não ter consciência do que disse ou fiz.

Magoei pessoas às quais gosto muito, pessoas demasiado importantes para as perder... Se eu pudesse voltar a trás... Mas depois do mal feito não há como voltar a trás.

E agora? O que faço?

Só queria acabar com esta tristeza que carrego, atira-la contra a parede e vê-la desfazer em mil pedaços como um copo quando atirado ao chão.

Já deveria ter aprendido com os exemplos à minha volta, em que por mais que a vida insista em ser má, elas sorriem e enfrentam as dificuldades...

Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 18:57
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (7) | favorito
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

Texto a alguém que não conheço.

Quem és?

Quem és tu que invades os meus sonhos a todas as horas? Quando fecho os olhos, reapareces nos meus sonhos, até cair num sono profundo.

Acompanhas-me ao acordar, em aulas, nos passeios, nas viagens, com os amigos, à noite... Estás sempre lá, mas não sei que és!

Não sei quem és, nem tão pouco te vi. Desconheço a tua forma, desconheço-te...

Mas, nos meus sonhos eu sei que és...

Chamas-te 'Guilherme'. Será esse o teu nome real?

Conheço os teus defeitos e qualidades, sei os teus sonhos... Mas na realidade, nada sei ao certo de ti.

Porque sonho com alguém que não tenho?

À anos que é sempre igual, que sonho com o "príncipe encantado" que não aparece. Mudam os nomes, mas a história é sempre a mesma. Já te chamei de 'Ricardo', 'Miguel', 'Simão', 'Afonso', 'André'... Mas nenhum destes nomes se tornou real.

É engraçado sonhar com alguém que não existe. Imaginar história e fantasias através da realidade.

Mas é triste perceber que não existe ninguém real, palpável... Alguém com quem possa trocar carinhos, mimos, beijos... Apenas os vejo nos meus sonhos, eu e tu.

Quero passear de mãos dadas, beijar, acarinhar, tirar fotografias sem nexo, escrever o teu nome ao longo de uma folha, escrever-te cartas, dormir e acordar contigo ao meu lado! Quero tanta coisa, mas o tempo passa e eu não revejo os sonhos na realidade.

Quantos anos mais viverei neste sonho? Quanto tempo mais terei de sonhar com alguém inexistente?

Nos meus sonhos chamas-te 'Guilherme', na vida real chamas-te 'Solidão'.

O teu lugar esta ocupado pela mesma solidão de há anos...

 

Hoje estou: sozinha!
Estou a ouvir: Daniel Powter : bad day
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 10:29
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (1) | favorito
Sábado, 15 de Novembro de 2008

Como "matar" alguém de susto. (parte 2)

Quinta-feira; aproximadamente 8h05 da noite.

Carrego no botão para mandar o elevador subir até ao 5º andar. Sobe, para, entro e carrego no piso -1, a saida do prédio (e não a garagem, como a I. pensava no inicio ).

Enquanto ele desce, entretenho-me a arranjar o cabelo em frente ao espelho (é inevitável! é mais forte que eu!). Eis que para. Contente, tento abrir a porta: "Mas que raio! Porque não abre a porta?!" (penso eu) Olho de alto a baixo para a suposta porta... "Alto lá, mas isto não é a porta, isto é a parede entre o piso 0 e o -1 !!!!" (pânico! medo!)  

Carrego no -1, no 5, no 7, no 4, em todos os botões e nenhum funciona, nem para cima nem para baixo! Carrego na sirene... Mas, eis que o anormal decide subir e parar no 0.

Abro a porta com toda a força e sai-o dele a correr: "Cruzes! Maldito elevador! Grande anormal!"

Quando chego ao pé dos meus amigos e conto o meu pesadelo dentro do elevador, desmancha-se tudo a rir ("riam, riam, a próxima vitima serão vocês!" ).

Ao regressar a casa, nessa noite, dei por mim a falar com os meus botões e a pensar: "Meu querido elevador é para parar no 5º andar! Vá, sobe, não sejas preguiçoso que eu nem peso muito! Isso, lindo menino, assim gosto mais de ti!"

Hoje estou: a odiar elevadores!
Estou a ouvir: Nickelback : rockstar
Arquivado em: , , , , , ,
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 09:09
link do post | desabafar | favorito

.Os prémios.

.Quem desabafa?

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Desabafos recentes

. Vá, curte com ele!

. Arrependimento...

. Texto a alguém que não co...

. Como "matar" alguém de su...

.Caixa de desabafos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.mais comentados

.As imagens

Todas as imagens aqui publicadas resultam de pesquisas realizadas em motores de busca, salvo excepções referidas. A imagem do cabeçalho é da autoria de Irisz Agocs em Artista Blog.

.Arquivado em

. todas as tags

.Pesquisar

 
RSS