Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

...

Cada vez amo mais aquele meu professor...

Para além da humilhação que nos fez passar, decidiu tratar-me pelo segundo nome (o que não gosto nadinha) e trocar o meu apelido...

O que uma pessoa sofre para tirar o canudo! E o semestre que nunca mais acaba!

Estou a ouvir: One Republic : stop & stare
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 16:23
link do post | desabafar | favorito
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Apresentação.

Estou preocupada. A apresentação de ontem foi a pior que fiz em toda a minha vida.

Geralmente fico nervosa, começo a falar baixo e poucos compreendem o que digo; apesar de mudanças significativas, já começo a falar mais alto e tento ficar o menos possível nervosa. Mas, ontem, foi para esquecer...

Antes da minha apresentação, outra colega apresentaria um outro texto. Ainda não estava nervosa, o nervossismo e o medo começou a apoderarer-se de mim quando o professor a questionou com isto e com aquilo acerca do texto. Ponha-me no lugar dela e tentava responder às perguntas como se do meu texto se trata-se e compreendi que não sabia nada.

O texto era díficil, muitos conceitos, números, dados, muita coisa para explicar algo simples. Além do mais, nem a mim nem à Mafalda interessava o tema ali tratado.

Esforçei-me, dei o melhor de mim, tentei perceber...

Terminara a apresentação da colega e o debate em torno do texto, uma hora depois do inicio da aula. Olhou para nós, com aquele olhar sinico... Entregamos a ficha de leitura...

 

Isto é a vossa ficha de leitura?

Sim, mas tem a síntese e a apresentação.

Vocês não vão apresentar isto tudo, pois não?!

(olhando os diapositivos que seguiam em anexo)

 

Enquanto eu preparava o power point, perguntava à Mafalda o que achara do texto. Depois lançou a pergunta:

 

Sabem quem é o autor do texto?

Não.

Mas deviam.

 

Não sabiamos quem era o senhor em causa. Quando me lembrei que deveriamos ter ido ver o livro do autor, já era tarde demais, já não havia tempo.

Comecei a apresentação. Um breve resumo da introdução do autor.

Chegou a vez da Mafalda. A parte dela tinha imensos quadros e o professor bombarde-o-a com imensas perguntas sobre o texto. A quase (ou a nenhuma, já nem me lembro) ela respondeu acertadamente. Perdeu imenso tempo na parte dela.

Chegou novamente a minha vez. Quase nem falei. Quatro diapositivos depois e dizia-me para saltar para o último. Quase que não me avaliou. Na minha curta apresentação gaguejei muito, enganava-me nas palavras, tropelava nelas.

Depois de nos humilhar, dizendo que não sabiamos o texto, que não tinhamos sido sintéticas e uma data de coisas, conclui que o texto era complicado e que por isso o iria tirar da bibliografia da disciplina, sendo que não saia no exame. Quer dizer, faz-nos sentir mal e depois isto?!

Ontem não estava muito preocupada, estava revoltada!

Hoje, olhando a aula de ontem, sinto-me frustada e preocupada. Frustada porque (para mim) o professor partiu do inicio que se a minha amiga não sabia responder às questões é porque não tinha compreendido o texto e por conseguinte, eu também não. Frustada por não ter conseguido manter a calma. Preocupada porque não me deixou apresentar. Que avaliação terei eu? Fomos ambas prejudicadas mas, quiçá, eu fiquei numa situação mais delicada.  

Ainda tenho mais uma apresentação com o mesmo professor. Agora tenho medo. Medo de que volte tudo a repetir-se...

Estou a ouvir: Mafalda Veiga : respolho
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 17:45
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (4) | favorito
Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

O Doutor Professor distraído.

A aula de hoje foi, simplesmente, hilariante.

O meu colega (com idade para ser nosso pai) teria como missão apresentar um texto, cujo o tema já por si é chato e aborrecido (mas que eu não considero).

Logo se adivinhava uma apresentação engraçada quando, o professor o chamou e ele mal sabia mexer no computador da sala... É natural e compreensível que ele tivesse dificuldades em funcionar com aquelas velhas latas.

Ultrapassadas as dificuldades, eis que começa a dita apresentação.

Inicialmente todos nós estávamos atentos, mas cinco minutos depois parecíamos que estávamos a morrer, incluindo eu que já não sabia o que desenhar mais no caderno. Eu adoro aquele tema, juro, mas com o meu colega a apresentar é de esquecer...

Parecia que ele estava a morrer. Para juntar à festa, em vez de apresentar para nós, os alunos e para o professor, apresentava para a parede!

A dada altura ele lá se perdeu nas suas ideias e pediu ajuda à colega mais próxima mas sem sucesso; voltando-se para o professor diz-lhe:

- Doutor, ajude-me. Como se chama...

Olhamos todos para o professor e qual não é o nosso espanto quando este responde:

- Ah?! Diga, estava distraído!

Foi o risota total! Aquele professor tão sério e exigente, que assusta qualquer aluno, estava distraído e vermelho que nem tomate!

E ainda quer ele que estejamos atentos à matéria!!!

Hoje estou: perdida de riso!
Estou a ouvir: Brandi Carlile : the story
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 20:25
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito

.Os prémios.

.Quem desabafa?

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Desabafos recentes

. ...

. Apresentação.

. O Doutor Professor distra...

.Caixa de desabafos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.mais comentados

.As imagens

Todas as imagens aqui publicadas resultam de pesquisas realizadas em motores de busca, salvo excepções referidas. A imagem do cabeçalho é da autoria de Irisz Agocs em Artista Blog.

.Arquivado em

. todas as tags

.Pesquisar

 
RSS