Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Apresentação.

Estou preocupada. A apresentação de ontem foi a pior que fiz em toda a minha vida.

Geralmente fico nervosa, começo a falar baixo e poucos compreendem o que digo; apesar de mudanças significativas, já começo a falar mais alto e tento ficar o menos possível nervosa. Mas, ontem, foi para esquecer...

Antes da minha apresentação, outra colega apresentaria um outro texto. Ainda não estava nervosa, o nervossismo e o medo começou a apoderarer-se de mim quando o professor a questionou com isto e com aquilo acerca do texto. Ponha-me no lugar dela e tentava responder às perguntas como se do meu texto se trata-se e compreendi que não sabia nada.

O texto era díficil, muitos conceitos, números, dados, muita coisa para explicar algo simples. Além do mais, nem a mim nem à Mafalda interessava o tema ali tratado.

Esforçei-me, dei o melhor de mim, tentei perceber...

Terminara a apresentação da colega e o debate em torno do texto, uma hora depois do inicio da aula. Olhou para nós, com aquele olhar sinico... Entregamos a ficha de leitura...

 

Isto é a vossa ficha de leitura?

Sim, mas tem a síntese e a apresentação.

Vocês não vão apresentar isto tudo, pois não?!

(olhando os diapositivos que seguiam em anexo)

 

Enquanto eu preparava o power point, perguntava à Mafalda o que achara do texto. Depois lançou a pergunta:

 

Sabem quem é o autor do texto?

Não.

Mas deviam.

 

Não sabiamos quem era o senhor em causa. Quando me lembrei que deveriamos ter ido ver o livro do autor, já era tarde demais, já não havia tempo.

Comecei a apresentação. Um breve resumo da introdução do autor.

Chegou a vez da Mafalda. A parte dela tinha imensos quadros e o professor bombarde-o-a com imensas perguntas sobre o texto. A quase (ou a nenhuma, já nem me lembro) ela respondeu acertadamente. Perdeu imenso tempo na parte dela.

Chegou novamente a minha vez. Quase nem falei. Quatro diapositivos depois e dizia-me para saltar para o último. Quase que não me avaliou. Na minha curta apresentação gaguejei muito, enganava-me nas palavras, tropelava nelas.

Depois de nos humilhar, dizendo que não sabiamos o texto, que não tinhamos sido sintéticas e uma data de coisas, conclui que o texto era complicado e que por isso o iria tirar da bibliografia da disciplina, sendo que não saia no exame. Quer dizer, faz-nos sentir mal e depois isto?!

Ontem não estava muito preocupada, estava revoltada!

Hoje, olhando a aula de ontem, sinto-me frustada e preocupada. Frustada porque (para mim) o professor partiu do inicio que se a minha amiga não sabia responder às questões é porque não tinha compreendido o texto e por conseguinte, eu também não. Frustada por não ter conseguido manter a calma. Preocupada porque não me deixou apresentar. Que avaliação terei eu? Fomos ambas prejudicadas mas, quiçá, eu fiquei numa situação mais delicada.  

Ainda tenho mais uma apresentação com o mesmo professor. Agora tenho medo. Medo de que volte tudo a repetir-se...

Estou a ouvir: Mafalda Veiga : respolho
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 17:45
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (4) | favorito
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

Esta minha vida...

Apesar da minha boa disposição esta semana, ando chateada e aborrecida, isto porque:

  • A Queima já acabou!
  • Descobri ontem que perdi as fotos do meu primeiro cortejo. Fiquei tão triste!
  • A minha pulseira favorita foi à vida... Já andei à procura de um fio para a reconstituir, mas sempre que encontro um e começo a faze-la, desisto. Não há amor como o primeiro... Jamais voltarei a ter a minha bela e bonita pulseira...
  • Quinta-feira tenho testes (com consulta) sobre os autores contemporâneos da Sociologia (ou seja, seca)!
  • Faltam quatro aulas da dita cadeira por passar...
  • ...e porque uma não chega, tenho mais duas ou três cadeiras com apontamentos em atraso... assim, não se riem umas das outras, só a minha mão se queixa!
  • Cada vez me sinto mais burra... ou melhor, o professor de Matemática faz-nos sentir burros! Alguém é capaz de lhe dizer que somos de Sociologia e que somos um pouquinho lentos?! Mais devagar sim!?
  • Tenho uma apresentação sobre um tema chato, aborrecido e que não entendo nada!
  • E porque um é pouco, venha a outra apresentação! Ainda não a li, mas é em espanhol... Avizinham-se tempos complicados!
  • E porque a vida de estudante tem muito que se lhe diga, tenho de resumir em 3 páginas um livro de cerca de 500... Coisa pouca!
  • Os exames estão a aproximar-se a passos largos e só hoje notei, quando dei por mim a pedir apontamentos à caloira duma cadeira de 1º ano. Sempre que me lembro desta cadeira, fico logo de mau humor... Chiçá! Fui sempre às aulas, fazia os exercícios (demorava, mas chegava lá), fiz a porra do trabalho (eu não, fizeram-me! mas é segredo!) e... chumbo! Com 7!? Desculpem?! Digam lá o que disseram, tinha nota para oral!!! Aquele professor chumbou-me porque tinha arredondamentos mal feitos... e sabem quanto ele descontava?! Um valor e meio!!! Claro, assim é normal!!! Há, e porque uma desgraça não bem só, aquele desgraçado publica-me as notas dois dias antes do exame de recurso (tendo eu outro exame)!!! Como é lógico nem paciência e vontade tive para estudar... Se soubessem o meu odio!
  • À minha desgraçada e pobre carteira vou-lhe tirar uns 15 euritos... o que eu devia era fazer pagar a limpeza do meu traje aos meninos e meninas que decidiram molhar-me com cerveja!
  • Tenho uma borbulha estupida no canto do lábio porque comi dois chocolates da Néstle. Não consigo resistir... É mais forte que eu!
  • Continuo sem saber ler os horários dos autocarros...
  • Já agora, alguém se importa de pedir para vir o sol definitivamente?! Não é que eu seja amante do bom tempo, mas já não suporto o ora sol ora chuva, ora calor ora frio! Vá, decidam-se!

E penso que não me esqueci de nada...

  • Há e descobri que ir às compras com o namorado da Mafalda é pior do que ir com gajas. Para em tudo quanto são secções, olha tudo, toca e tal... Que chatice!
  • E que afinal os homens também tem complexos com o exterior (e eu a pensar que eram coisas de mulher!)!
Estou a ouvir: Nickelback : rockstar
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 22:18
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (1) | favorito
Terça-feira, 5 de Maio de 2009

Vá, curte com ele! (2)

Naquela noite, na noite em que aquele rapaz quis curtir comigo senti nojo, repulsa, ódio de mim mesma. Não vou mentir, sempre quis que tal acontece-se. E eis que chega esse dia, mas... preferia que nunca tivesse existido.

Já não é de agora que sinto este sentimento de nojo. Não é de agora que me acho gorda e feia. Não é de agora, é de há muito tempo...

Naquela noite deveria ter ficado contente. Porém, o facto de ele estar bêbado e de ter tentado curtir com a Mafalda  fez-me pensar que não valho nada. Foi recurso, a segunda opção de um bêbado!

 

Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 20:19
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito
Domingo, 3 de Maio de 2009

Vá, curte com ele!

Quando bebemos dissemos coisas que queremos e aquelas que queremos esconder. Depois de ter dito o que deveria e não deveria; depois de ter dito o quão me sinto sozinha e o quão odeio aquele por me ter feito sofrer, eis que elas decidiram (as minhas amigas) que deveria arranjar uma curte.

Na noite de ontem, um dos meus colegas trouxe companhia masculina. Um desses jovens, depois de ter tentado comer a Mafalda decidiu atacar-me.

Braço no meu ombro, cara quase colada na minha, afirmando perante as minhas amigas que me tencionava beijar mas, muito bebado! Porém, eu não estava a achar graça nenhuma às suas investidas (tirando o seu sotaque)... nem a ele nem a elas. Afastei-me e pedi-lhes para que não inventassem histórias porque não queria; mas elas insistiam e até o aconselhavam Sê meiginho e vai com calma! Enquanto uma o aconselhava, a outra falava comigo Qual é o mal Maria? A primeira vez não ter de ser especial! Se calhar nem o voltas a ver! E ele até é giro e esta interessado em ti...

Contudo, enquanto ela falava eu recordava a noite em que tive, quiçá, a melhor oportunidade de o ter beijado pela primeira vez... Foi a primeira vez que saimos como uma verdadeira turma, unida, uma família. Foi a única vez que tal aconteceu e, foi a única vez que o R. saiu connosco.

Nessa noite poderia ter dado o meu primeiro beijo, com aquele de quem eu realmente gostava. Mas, não foi capaz, apesar do incentivo das minhas amigas, tal como nesta noite.

A oportunidade surgiu quando quando ele regressava do bar e eu para lá caminhava (a pedido das minhas amigas). Trocamos olhares e próximos um do outro; questionou-me se estava a gostar da noite, respondendo-lhe sim e trocando sorrisos. Mas foram esses sorrisos que me fizeram fugir. Tive medo. Medo de arriscar, medo de que ele me rejeita-se, medo de pensar que aquilo poderia levar ao que eu tanto queria... ser dele e ele meu.

Quando recordo aquela noite, à minha mente regressam as frases com que me desculpei para não ter acontecido nada entre nós Não gosto de curtes! Não sou descartavél, em que alguém me usa e deita fora. Nem um troféu, na colecção de meninas comidas nas noites.

Ontem, às minhas colegas afirmei que Não conseguia. Se não tinha curtido com quem eu mais gostava, não o faria com um desconhecido.

Mas será que é o mais acertado? Afinal, não me imagino a gostar de outro alguém como do R. gostei.

Será melhor esperar por alguém de quem goste e que goste de mim? Será que, realmente, a primeira vez de um beijo não é assim tão especial? Será que realmente devo esperar?

Não me arrependo de lhe ter dado uma tampa. Não me arrependo mesmo. Afinal, foi a segunda opção, depois de a Mafalda também lhe ter dado uma tampa. Afinal não estava assim tão interessado como elas diziam...

A única coisa que me aborreceu foi o D., que pelos vistos também decidiu deixar-me pendurada ou então, desencontramo-nos (prefiro esta última hipótese, é mais simpática, apesar de saber que, possívelmente, a primeira é a mais acertada)!


p.s.1: As minhas amigas continuam a insistir que ele não estava bebado e ele afirma o mesmo; eu acredito no contrário.

p.s.2: E as mesmas dizem que deveria saber o que se passou ontem com o D., ou seja, mandar-lhe uma mensagem; eu estou na dúvida.

Estou a ouvir: Deolinda : não sei falar de amor
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 10:38
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (6) | favorito
Sexta-feira, 1 de Maio de 2009

Arrependimento...

Há dias que deveriam ser apagados da nossa vida.

Ontem foi um deles. Bebi demais. Fiz figuras que nunca faria sóbria. Disse o que não devia. Chorei, cai e vomitei. Desejei desaparecer, morrer, esquecer que existo. E hoje, percebi que fiz asneiras...

Arrependi-me de palavras e frases ditas sob influência do álcool.

Dizem que quando bebemos demais, dizemos a verdade. Será? Dizem que sob o efeito de umas quantas cervejas não recordamos o que fizemos ou dissemos na noite anterior e eu juro não ter consciência do que disse ou fiz.

Magoei pessoas às quais gosto muito, pessoas demasiado importantes para as perder... Se eu pudesse voltar a trás... Mas depois do mal feito não há como voltar a trás.

E agora? O que faço?

Só queria acabar com esta tristeza que carrego, atira-la contra a parede e vê-la desfazer em mil pedaços como um copo quando atirado ao chão.

Já deveria ter aprendido com os exemplos à minha volta, em que por mais que a vida insista em ser má, elas sorriem e enfrentam as dificuldades...

Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 18:57
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (7) | favorito
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Viagens de autocarro.

As viagens de autocarro por si só já são cansativas. Passar (cerca de) 4 horas em viagem, num sítio minúsculo, em que as possibilidades de esticar as pernas são nulas e onde é complicado "puxar o banco para trás" visto que existem mais passageiros, É digo de um valente e grande porra! como os meus amigos costumam dizer.

Assim sendo, cada um dos passageiros se entretem como podem. Há dois anos (quase três), sempre de um lado para o outro, já identifiquei diversas actividades realizavéis durante as viagens de autocarro: uns ouvem música e, possívelmente colocam a imaginação a trabalhar, outros conjugam a música com a leitura (como eu), há aqueles que simplesmente vão o caminho todo na conversa e na risota  e há, por último, aqueles que pura e simplesmente dormem.

Ora, ontem, vinha em no meu cantinho sossegadinha a ouvir música e a ler. Chegados à segunda paragem do percurso (no meu caso, até chegar ao meu destino, o autocarro faz (quase sempre) cinco paragens) decidi parar de ler porque a luz era escassa e é, geralmente, uma das paragens com mais passageiros (bem como minha conhecida). Estava eu a analisar a quantidade de "clientes" (pois, caso o autocarro encha, significa que já não faremos mais paragens) quando reparei num rapaz alto e de óculos de sol a ler um livro em pé. Quando o motorista começou a colocar as malas, o dito rapaz fechou o livro e quase foi contra a rapariga que estava mesmo colada a ele, ao que a jovem o olha com ar de Bem, vamos lá ver! Nos meus pensamentos imaginei um rapaz literalmente desastrado.

Começam a entrar os passageiros. Mantenho a esperança que ninguém se queira sentar ao meu lado e eu não tenha de levar a mala do PC entre as pernas e a bolsa ao colo e encolher-me toda no meu espaço minusculo. Mas, eis que a minha esperança se desmonura quando o dito rapaz alto e de óculos de sol me pergunta se se pode sentar. Como é lógico respondi que sim.

Recomeça a viagem. O jovem, tal como eu, vai a ler um livro; mas, depressa se cansa e adormece. De repente, começo a sentir algo demasiado próximo do no meu ombro. Olho para o lado e qual não é o meu espanto quando vejo a cabeça do dito rapaz praticamente no meu ombro! Naquele momento pensei se lhe deveria empurrar a cabeça, acorda-lo ou sei lá o que... Porém, foi o sulavanco do autocarro que o fez mudar a posição da cabeça para o outro lado. Pensei que tal não voltaria a acontecer... Engano meu! Na maior parte da viagem, aquele jovem quase colocava a sua cabeça no meu ombro alterando-a conforme os sulavanco ou alguma travagem.

Nunca me tinha acontecido tal coisa. Já tive uma amiga que adormeceu no meu ombro, mas nunca um desconhecido. Os "meus" desconhecidos companheiros de viagens adormeciam ora de boca aberta, ora com a cabeça caida para a frente, ora assim ou assado, mas nunca como aquela personagem.

Sempre que sentia a sua cabeça encostar no meu ombro, olhava-o e só pedia Ao menos que não se babe e nem me babe!

Enfim, viagens de autocarro têm destas coisas maravilhosas, nunca sabemos com que contar! Bom, pelo menos não me babou...

Estou a ouvir: Lady Gaga : poker face
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 13:02
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (9) | favorito
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

"Prémio para um blog que vale a pena ler".

Um miminho é sempre bem vindo, sobretudo quando sentimos a carência deles... Eis o miminho que recebi ontem:

 

"Prémio para um blog que vale a pena ler"

 

 

Ditam as regras deste prémio que:

  • Indique por quem nos foi oferecido -> Pelas as minhas queridas amigas Estrela e Star;
  • Atribuir a mais cinco blogs e mencioná-los;
  • Informar os contemplados.

A estes últimos vou salta-los por dois motivos:

  • A falta de tempo, visto que tenho uma aulinha ;
  • Distraida como sou, iria me esquecer de avisar os contemplados (caso optasse por escolher alguém).

Assim sendo, ofereço este miminho a todos aqueles que costumo ler e comentar.

Beijos e, desde já, desejo um bom fim-de-semana.

Estou a ouvir: João Pedro Pais : um volto já
Arquivado em: , , , ,
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 14:20
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (1) | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

Regresso.

Depois das férias, do "papo para o ar", do nada fazer e de apenas me movimentar para mudar o canal da televisão (exagero! é claro que não passei as tardes a ver TV...) eis que regresso à rotina das aulas, dos trabalhos, das apresentações e fichas de leitura, dos livros e das frequências... enfim, à vida de estudante!

Para além do regresso à vida académica, eis também o regresso à dieta... Na segunda-feira, dia de beijar a Cruz na terra dos meus tios, comi à farta, do que me apeteceu e sem olhar ao que.

E a vossa Páscoa que tal foi?

 

Estou a ouvir: Flow 212 : ritmo do meu flow
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 22:14
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (8) | favorito
Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

O Doutor Professor distraído.

A aula de hoje foi, simplesmente, hilariante.

O meu colega (com idade para ser nosso pai) teria como missão apresentar um texto, cujo o tema já por si é chato e aborrecido (mas que eu não considero).

Logo se adivinhava uma apresentação engraçada quando, o professor o chamou e ele mal sabia mexer no computador da sala... É natural e compreensível que ele tivesse dificuldades em funcionar com aquelas velhas latas.

Ultrapassadas as dificuldades, eis que começa a dita apresentação.

Inicialmente todos nós estávamos atentos, mas cinco minutos depois parecíamos que estávamos a morrer, incluindo eu que já não sabia o que desenhar mais no caderno. Eu adoro aquele tema, juro, mas com o meu colega a apresentar é de esquecer...

Parecia que ele estava a morrer. Para juntar à festa, em vez de apresentar para nós, os alunos e para o professor, apresentava para a parede!

A dada altura ele lá se perdeu nas suas ideias e pediu ajuda à colega mais próxima mas sem sucesso; voltando-se para o professor diz-lhe:

- Doutor, ajude-me. Como se chama...

Olhamos todos para o professor e qual não é o nosso espanto quando este responde:

- Ah?! Diga, estava distraído!

Foi o risota total! Aquele professor tão sério e exigente, que assusta qualquer aluno, estava distraído e vermelho que nem tomate!

E ainda quer ele que estejamos atentos à matéria!!!

Hoje estou: perdida de riso!
Estou a ouvir: Brandi Carlile : the story
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 20:25
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito
Terça-feira, 31 de Março de 2009

O exemplo...

O meu caderno diário é uma autêntica gatafunhada de letras, setas, números... São apontamentos (se é que os podemos apelidar como tal!) de difícil compreensão e em que poucos o percebem, apenas eu própria (mal seria!) e uma ou outra pessoa.

Outrora, era das pessoas mais organizadas com os cadernos diários. Os títulos tinham uma determinada cor, os subtítulos igualmente, existiam bolinhas, tracinhos e mais uns quantos elementos de organização. Antes da minha entrada na Universidade, os meus cadernos diários eram a perfeição!

Agora tudo mudou. Se quero apanhar tudo (ou quase tudo) do que os professores dizem tenho de fazer tudo à baldas...

Graças a esta desorganização, vejo-me obrigada a passar diariamente em folhas que, posteriormente coloco num dossier, todas as informações recolhidas durante as aulas. Aqui sim, exijo profissionalismo (ou quase) a mim própria... Na verdade, é frequente encontrar pequenos vestígios de corrector pois, não raras as vezes, me confundo na minha desorganização.

Ontem, andava eu "numa de passar os apontamentos a limpo" (porque nem sempre apetece) e comecei pela cadeira sobre os autores contemporâneos da Sociologia. A meio da minha escrita, relembrei o momento em que o professor repetidamente diz a seguinte frase:

- Com certeza que nem todos  vocês escolheram Sociologia como primeira opção. Contudo, à medida que foram avançando foram-se identificando com o curso.

Nisto, a "Mafalda" diz-me:

- Ouvistes o que disse o professor?

- Ouvi. Mas eu sou especial e sou ao contrário.

Eis que ele prossegue no seu belo exemplo:

- Outros, em contrapartida, entraram na primeira opção mas, e espero que não seja esse o caso, começaram a não se identificar com o curso...

Olhei para a "Mafalda" e logo compreendeu em qual me encaixava.

Se ele soube-se o quanto eu o odeio quando ele utiliza este exemplo...

Estou a ouvir: Lifehouse : if this is goodbye
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 18:44
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

Menos um...

... e correu muito bem (segundo colegas e o próprio professor) a apresentação oral do texto, melhor do que nós (visto que era em grupo) esperávamos!

Já lhe aprendi o troque: encarnar uma apresentação como uma peça de teatro, onde são necessários ensaios e onde o meu verdadeiro eu fica sentado na mesa a ouvir.

Venha a próxima!

Hoje estou: contente!
Estou a ouvir: Nickelback : far away
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 14:41
link do post | desabafar | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Odeio...

... prepare textos para apresentação.

... perceber apenas uma parte de um texto.

... fazer apresentações orais.

 

E por agora (porque ainda existem mais), estes são os ódios que em mim renasceram durante esta semana. Quiçá passe na sexta-feira ou, na melhor das hipóteses, quando o curso terminar... Vidinha de estudante é complicada!

Hoje estou: vida complicada!
Estou a ouvir: Klepht : embora doa
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 16:02
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (7) | favorito
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Manhãs.

Sabe tão bem acordar cedo e no tempo que falta para a hora das aulas, ouvir repetidamente músicas alegres de outros tempos!

Aqui ficam as três músicas que me alegraram o dia:

 

1) Enrique Iglesias: Bailamos

 

 

2) Jarabe de Palo: Bonito

 

 

3) Jarabe de Palo: Depende

 

(sou uma apaixonada por música espanhola e latina )

Hoje estou: bom dia!
Estou a ouvir: Jarabe de Palo : depende
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 09:21
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito
Quarta-feira, 11 de Março de 2009

Eu sou mesmo tonta! (parte 2)

Acordei cedo e segui a rotina habitual de sempre: tomar banho, vestir, maquilhar (sem grandes exageros), arranjar o cabelo...

Esperei que o telemóvel toca-se para saber se deveria esperar pela "Mafalda" para irmos juntas para a faculdade. Nada, no telemóvel não aparecia a tão aguardada mensagem. Segui sozinha o percurso, já ia atrasada.

Cheguei à sala de aula e nem sinal do professor ou dos restantes colegas de turma. "Talvez o professor ainda esteja doente e não venha" pensará eu.

Pelo caminho encontro um colega de turma:

- Então, Maria, não vais à aula?

- Eu ia, mas cheguei à sala e estava lá outra turma...

- Então mas a aula não é só às 10?

- É. Então que horas são?!

- 9h10!

Ok, decididamente isto só comigo!

Hoje estou: dorminhoca!
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 09:29
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (6) | favorito
Quinta-feira, 5 de Março de 2009

Dificuldades matemáticas

 

"Alguma dúvida?"

Questiona o professor.

 

"Sim, importa-se de começar desde o início?!"

Pergunta-me o meu eu interior.

 

Hoje estou: na dúvida!
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 17:34
link do post | desabafar | favorito
Quarta-feira, 4 de Março de 2009

Aprender.

Aprender é das melhores coisas da vida. Estamos sempre a descobrir novos saber, mesmo que não o queiramos. Alguns desses saberes nós já os conhecemos, contudo, não sabemos a sua validade, se estão correctos ou errados.

Esta semana confirmei algo que já sabia, algo que o tempo já me tinha ensinado. Parece que à 20 anos me sinto assim...

 

"Quando não estamos bens connosco, também não o estamos com a sociedade, com os outros."

Hoje estou: descobrindo.
Estou a ouvir: Pussycat Dolls : i hate this part
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 22:20
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (2) | favorito
Terça-feira, 3 de Março de 2009

O que tens?

As aulas já começaram a alguns dias, mas só agora me apercebi da quantidade de trabalho que terei até meados de Julho: trabalhos, teste e exames.

Recomeçou a vida agitada: horas em frente ao computador, tendo o papel e a caneta como companhias. Recomeça a rotina...

Enfim, agora já não há tempo para pensar nas tristezas da alma e no tormento da solidão. Agora, sempre que me perguntarem "O que tens?", a resposta será "Muitos trabalhos."; mesmo que a vontade seja a de dizer "Chora a minha alma".

Hoje estou: o que tens?
Estou a ouvir: James Morrison : you make it real
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 20:17
link do post | desabafar | favorito
Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

Arrependimento...

Desde muito nova que já imaginava o que queria ser quando fosse maior. Aquilo fascinava de tal maneira que sonhava saber tudo o que fosse possível sobre a história dos mais diversos países.

Sonhava, desejava, acreditava, queria...

A paixão por esta área era tal, que afirmava com convicção que "só iria para a Universidade para tirar aquela licenciatura!".

O tempo passou e a paixão pelo estudo do passado seguia lá.

Contudo, a entrada no secundário fez perder parte da magia que sentia em mim. A primeira negativa e as influências ditaram a escolha que mais tarde iria fazer.

Afirmava-se que tal estudo não tinha saída nem futuro e o melhor a optar era algo que mais tarde pudesse dar emprego. Sociologia não é uma licenciatura de emprego com saída (quais serão, actualmente?), mas foi algo que me chamou a atenção. E se me perguntarem porque, não sei explicar... E desistir ou trocar não parece ser a solução, visto que aprendi a gostar.

No entanto, só agora, percebi que deveria ter seguido o meu sonho de menina. Não deveria ter-me importado com opiniões e negativas, mas sim com o meu desejo.

Sei que não é tarde para seguir aquele desejo, que irei realizar... só falta saber quando. O tempo ensinou-me que devemos seguir as nossas paixões e que as coisas mais difíceis são aquelas que mais valorizamos.

Ai se o arrependimento mata-se...

Hoje estou: arrependida!
Estou a ouvir: Susana Félix : um lugar encantado
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 19:52
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (8) | favorito
Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

...

Só para dizer que estou de regresso e que sobrevivi a uma overdose de chocolates (sim, visto que passei a semana praticamente a "alimentar-me" deste bem)!

 

Hoje estou:
Estou a ouvir: Take That : up all night
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 23:41
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (4) | favorito
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

Chuva e a solução para a roupa.

Sempre gostei de imaginar e inventar coisas novas e hoje não foi excepção.

Há semanas que ando a rezar por um diazito de sol, só um, para por a roupa a lavar. Hoje de manhã parecia que os Deuses tinham ouvido as minhas orações e portanto lá foi eu por a máquina a lavar.

Eis que a meio da manhã as nuvens negras se aproximam e começa a chuver!!!  Podia fazer vento, mas chuver era tudo o que menos queria!!! Por isso, decidi rasgar uns quantos sacos da Wortem e companhia e colocar sobre o estendal!  Bem ou mal, com os sacos em cima e o vento que faz, uma parte da roupa ira secar (espero eu!).

Quando contei à minha mãe esta ideia maravilhosa que tive, riu-se que nem uma perdida e diz: "Só mesmo tu! Realmente só uma maluca para fazer isto.

Hoje estou: criativa!
Escrito por DesabafosDaMinhaAlma às 13:24
link do post | desabafar | quantas almas desabafaram (14) | favorito

.Os prémios.

.Quem desabafa?

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Desabafos recentes

. Apresentação.

. Esta minha vida...

. Vá, curte com ele! (2)

. Vá, curte com ele!

. Arrependimento...

. Viagens de autocarro.

. "Prémio para um blog que ...

. Regresso.

. O Doutor Professor distra...

. O exemplo...

. Menos um...

. Odeio...

. Manhãs.

. Eu sou mesmo tonta! (part...

. Dificuldades matemáticas

.Caixa de desabafos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.mais comentados

9 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
2 comentários

.As imagens

Todas as imagens aqui publicadas resultam de pesquisas realizadas em motores de busca, salvo excepções referidas. A imagem do cabeçalho é da autoria de Irisz Agocs em Artista Blog.

.Arquivado em

. todas as tags

.Pesquisar

 
RSS